Title Image

Smart Cities

Visitando Cidades Inteligentes

As Smart Cities têm uma rede de informação integrada que é partilhada com os cidadãos, incluindo informação sobre infraestruturas que suportam o crescimento económico, garantindo a inclusão social e assegurando proteção ambiental. Assumem ainda o papel de aumentar o envolvimento dos cidadãos com a vida da cidade e diminuir a solidão que lhes está frequentemente associada.

Essencialmente, uma “Cidade Inteligente” utiliza tecnologia urbana para aumentar a eficiência dos serviços, melhorando a qualidade de vida dos seus habitantes. Facilita a interação entre a comunidade, os serviços oficiais da cidade e as infraestruturas – resultando na compreensão precisa, em tempo real, do que está a acontecer na cidade, da sua evolução e de como proporcionar melhores condições para os residentes.

O aspeto de maior relevo é a enorme quantidade de informação a ser recolhida a cada momento (e posteriormente processada e analisada) a partir de cidadãos e dispositivos, recorrendo a sensores integrados com sistemas de monitorização em tempo real, sendo esta a chave para fazer face à ineficiência e para melhorar a qualidade, desempenho e interatividade dos serviços urbanos. O resultado é a redução de custos e do consumo de recursos, ao passo que o contacto entre cidadãos e governo é melhorado.

Uma Smart City está melhor preparada para enfrentar desafios, sendo a sua característica fundamental a possibilidade de reagir e adaptar a subsequente resposta a fluxos urbanos, em tempo real.

A tecnologia é hoje indispensável às grandes populações, que lhe devem a sua existência.

- Joseph Krutch -

Aplicações

As Smart Cities baseiam-se na Internet das Coisas (IoT), o que significa que elementos inteligentes e conectados se tornaram um sistema de sistemas. Devido à sua própria natureza, estas cidades podem ter uma aplicação tao alargada quanto necessário.

A cidade Songdo (Songdo International Business District), na Coreia do Sul, foi planeada e construída de raiz para ser uma Smart City, possuindo uma ampla área de rede que reúne informação proveniente de habitações, escritórios e espaços públicos.

Em Amsterdão existe uma iniciativa relacionada com as Smart Cities, onde o governo colabora com o comércio e residentes locais, tendo já desenvolvido mais de 170 projetos para benefício mútuo.

A cada dia torna-se mais provável haver uma redefinição da relação entre criador e criação; partindo de um mundo inteligente e interligado estamos mais próximos do que nunca de testemunhar sistemas capazes de perceber, raciocinar e, ultimamente, aprender, recorrendo à análise de dados, processamento de linguagem natural e aprendizagem automática (proporcionando aos sistemas a capacidade de aprender automaticamente e melhorar com a experiência).

Mobiliário Urbano

As Smart Cities necessitam de uma interface amplamente acessível, de modo a ultrapassar a distância entre o governo local e os cidadãos.

Desenvolvemos Mobiliário Inteligente de modo a agilizar a experiência da cidade (para habitantes e turistas), ao mesmo tempo que facilitamos a otimização da gestão das infraestruturas municipais.

Os nossos produtos tornam os espaços públicos mais apelativos, dado que agilizam o acesso à informação enquanto otimizam os recursos da cidade e, simultaneamente, reúnem a informação necessária à otimização de processos e redução de custos.

Mais novidades em breve!